DR. Mario Lamlet: Você pode ter preconceito sem descriminar

Fotomontagem/Daniel Alves Pena
Fotomontagem/Daniel Alves Pena

“Calmo, sereno e tranquilo Lamblet salienta os cuidados para não transgredir a lei 7716/89 Lei Caó.”

Quinta-feira (15) janeiro de 2009 às 11 horas e 15 minutos teve inicio a palestra sobre Intolerância Religiosa na 66ª DP de Piabetá.
Com a presença de vários lideres religiosos evangélicos, apesar da palestra não ter cunho religioso, lideres ou representantes de outras religiões não compareceram.
Entre os presentes estavam o Pastor Elielbérth Falcão Presidente da APOIRT , Pastor Jose Luiz Presidente regional da OMEBE em Magé e a Obreira da Igreja Universal Ana Beatriz, Conselheira Estadual do Negro com sede no Palácio das Laranjeiras.

Foto/Daniel Alves
Foto/Daniel Alves

A palestra foi coordenada pela Doutora Delegada Márcia Noeli, Titular da 66ª DP de Piabetá e Doutor Delegado Mario Lamlet.
O intuito da palestra foi esclarecer pontos duvidosos sobre a aplicação da Lei 7716/89 lei Caó que trata da intolerância Religiosa.

A palestra foi aplicada pelo Doutor Delegado Mario Lamlet que deixou claro que a lei maior do nosso país é a constituição federal, pois no artigo 5º ela estabelece direitos e garantias individuais e coletivas que abrangem a toda população independentemente de credo, raça, sexo ou religião.

Foto/Daniel Alves
Foto/Daniel Alves

Mario Lamlet – O preconceito (sentimento de rejeição, superioridade por raça, religião opção sexual etc.) é um sentimento, você pode ter preconceito sem descriminar.

Somente a minha religião é a verdadeira

Você pode ate não gostar de algumas religiões ou opções sexuais, é sua liberdade de expressão, ter sua opinião é diferente de usar a influencia que você tenha em uma entidade religiosa para praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional.
Dizendo por exemplo que fulano teve tal atitude por pertencer a uma determinada religião , raça ou opção sexual.

Caráter X Religião

O caráter não e virtude religioso e sim moral, sendo assim em todas as religiões existem pessoas com qualidades e defeitos não por causa da religião, mas pela sua formação moral e ética.
Exemplo: “Pastores” que matam, adulteram, “Pai de Santo” que mata, rouba tais atos não foram cometidos pelo fato de serem ou não religiosos e sim por uma questão de moral que vai além de sua crença.

Temos que ter a consciência que a religião significa religar, mas ela por si só não tem o poder de salvar ninguém.

Foto/Daniel Alves
Foto/Daniel Alves

Ana Beatriz Novamente colocou em evidência a conferencia que ira estabelecer o estatuto da igualdade racial, se os evangélicos não participam o mais que nos resta é acatar sem querer falar depois o que ele teria oportunidade para se pronunciar. (Mostre sua Cara)

Doutora Delegada Márcia Noeli, titular da 66ª DP e Pastor Elielbérth Falcão

Foto/Daniel Alves
Foto/Daniel Alves

Para o pastor e presidente da APOIORT, a iniciativa da Doutora Delegada Márcia Noeli e Doutor Delegado Mário Lamblet demonstra que haverá imparcialidade por partes das autoridades incumbidas de avaliarem as questões da lei para que não haja injustiça quanto a aplicação da mesma.

Foto/Daniel Alves
Foto/Daniel Alves

Podemos entender que não é somente no meio evangélico ou religioso que existem pessoas de boa ou má índole.
Doutora Márcia e o Doutor Mário são exemplos de Policiais de boa índole e responsabilidade para com a aplicação da lei nos tramites legais.
Por Daniel Alves

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*