Os latoeiros de hoje

Origem: Wikipédia
Origem: Wikipédia

“O Latoeiro da Bíblia é um personagem perigoso, nocivo, e cruel, porém, os latoeiros de hoje são bem mais envenenados e maliciosos. Alexandre se desviou se afastou e de lado oposto perseguiu descaradamente ao Apóstolo, os Latoeiros de hoje, não se desviam, continuam sendo “obreiros”…”

Pr. Elielberth Falcão

Quem examina as escrituras de forma metódica, sabe muito bem que Alexandre latoeiro foi um obreiro do Apostolo Paulo por volta do ano 60 no século I. Segundo relatos, as perseguições sofridas pelo Apóstolo, as cadeias, e injúrias sofridas, tornaram foscas as convicções de Demas e Alexandre Latoeiro, fato que gerou o afastamento de ambos. Durante o Governo do Imperador Nero, as perseguições foram enormes contra os cristãos e por isso, Demas e Alexandre, o Latoeiro, desanimaram e saíram da Obra do Senhor.

Já por volta dos anos 66 ou 67 D.C, Paulo relatou que Demas o abandonou e saiu da Obra (2ª Timóteo cap. 4, vers. 10). Foi uma declaração lamentável, pois é triste quando um obreiro abandona o posto e passa a trabalhar em lugar oposto. Demas se afastou já o Latoeiro, além de ter se afastado do caminho, passou a ser perseguidor do ministério de Paulo. Não era uma perseguição ao evangelho propriamente dito, mas á Paulo, uma demanda pessoal e cruel.

Segundo o que lemos no texto, O latoeiro chegou a interferir na sua sentença em Roma, causando-lhe muitos males (2ª Timóteo, cap. 4, vers. 14). Mesmo assim, Paulo orou por ele e entregou o caso nas Mãos de Deus, pedindo justiça.

Alexandre tinha esse apelido de Latoeiro, porque como é do conhecimento de todos, latoeiro é uma espécie de artesão, que trabalha com metais, cobres, etc. Nesse período, o Apóstolo Paulo se encontrava preso e sendo julgado em Roma e foi severamente prejudicado por esse ex-obreiro. Qual líder (Pastor) que já não tenha sofrido com algum “Latoeiro da vida”.

O Latoeiro da Bíblia é um personagem perigoso, nocivo, e cruel, porém, os latoeiros de hoje são bem mais envenenados e maliciosos. Alexandre se desviou se afastou e de lado oposto perseguiu descaradamente ao Apóstolo, os Latoeiros de hoje, não se desviam, continuam sendo “obreiros”, suas atividades são do lado de dentro, parecem crentes, pregam doutrinas, elaboram cartilhas com histórias marcantes impressionam muitos e conseguem alguns adeptos que só serão despertados com o tempo, pois o tempo se encarrega de trazer a baila às aberrações.

Os Latoeiros de hoje são técnicos, quando são apertados, costumam agir rapidamente para manter sua máscara e justificar suas posições arbitrárias. São mestres em sair de situações difíceis e delicadas, pois gostam de jogar com as regras do jogo, porém, não se submetem de boa consciência em primeira instância. Quando são exigidos, não submetem, mas se não houver saída, de forma silenciosa usam pessoas simples para relatar seu “enquadramento” a fim de popularizar sua atitude de “bom moço”.

É fácil perceber um Latoeiro, é preciso apenas rebuscar seu histórico. Por onde passam os Latoeiros há registros de conflitos, insatisfações, descontentamentos, escândalos, incoerências com os próprios discursos, pois exigem, mas não conseguem viver o exigido, vendem uma imagem de santidade, mas o testemunho é escandaloso e muitas das vezes imoral.

Sai pra lá latoeiros!

Em verdade:

Pr. Eliélberth Falcão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*