TRAGÉDIA EM REALENGO

foto: Reprodução / R7
foto: Reprodução / R7

O que dizer de um jovem de apenas 23 anos de idade que entra numa escola, a mesma que um dia estudou, disfarçado de palestrante e atira, sem dó nem piedade, em várias crianças, deixando 11 vítimas fatais e 13 feridos? Depois de cometer esta atrocidade, ainda atira contra a própria cabeça, dando cabo de sua vida, após ter sido atingido na perna por um policial.

Só encontro uma explicação plausível para este ato fatídico que marcou o dia 7 de Abril de 2011 no cenário mundial – se é que há explicação para atos desta natureza – nas palavras de Jesus acerca dos últimos dias, ao dizer: “Por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará” (Mt 24.12). Paulo ainda acrescenta uma razão para acontecimentos hediondos como este, ao dizer: “Porque haverá homens amantes de si mesmos…” (2 Tm 3.2).

Não sei as razões reais, pessoais e verdadeiras, apesar da carta deixada, que motivaram este rapaz a cometer este tamanho desatino; mas com certeza a razão mencionada por Jesus e Paulo não podem ser negligenciada. Ou seja: o desamor. Pois este é o espírito que impera neste mundo tenebroso.

O que ainda dizer a estas mães, pais, avós, irmãos e parentes destas crianças de 9 a 14 anos de idade alvejadas pelas costas, enquanto estudavam, se não o que Jesus disse que “… dos tais é o reino de Deus”? (Mc 10.14).

Em nome do presidente da APOIORT, pastor Elielberth Falcão dos Santos e de nossa associação, deixo aos pais e parentes destas crianças vitimadas, o meu mais profundo pesar e palavra de consolação.

Que os braços eternos do Pai, que receberam na glória cada criança vítima desta crueldade, sejam os mesmos braços onde cada pai e mãe possam encontrar consolo e descanso para suas almas.

Pr. Adriano Moreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*